Dá tempo para mais, bem mais!

Por
Atualizado em

Adentramos o mês de novembro e já avistamos logo ali à frente as datas festivas que marcam o final do ano de 2017, momento de novas promessas, alimentação de novos sonhos e esperanças e tão logo, o início de um novo ano e com ele, novas expectativas para o futuro incerto que nos espera, principalmente no que diz respeito ao futuro do país, que a cada dia apresenta um cenário cada vez mais dramático no que tange o caminhar político nefasto que nos leva a crer cada vez menos em nossos governantes, mas que mesmo assim, ainda nos reserva o direito de ter esperanças.

Temos por convicção desde que iniciamos nosso trabalho nas redes sociais, focar em nossa região, embora todo esse momento político que o Brasil está vivendo seja o propulsor de situações que nos faz se tornar inconformados e desacreditados, continuaremos com esse foco e voltemos nossas atenções para o que acontece em nossas cidades, nossos municípios e em nossa região.

Estamos em novembro e já se passaram nove meses das administrações municipais e o que podemos falar sobre esse tempo de trabalho dos nossos mandatários?

Alguns foram reeleitos, outros assumiram pela primeira vez e outros ainda voltaram a assumir cadeiras das quais já foram titulares em outros mandatos e todos trazendo propostas de melhorias e mudanças.

Alguns (na maioria) encontraram municípios com grandes dificuldades financeiras e situações de governabilidade quase que impraticáveis e alguns (bem poucos), tiveram a sorte de encontrar o município de forma pelo menos governável.

O que podemos notar é que os municípios da região estão caminhando mesmo que em passos lentos, de forma a contento, já que não vemos mais tanta desorganização e tanta baderna política se sobressaindo à responsabilidade governamental que cada um tem de ter no cargo específico.

Itaí por exemplo, no mandato anterior trocou quatro vezes de prefeito (a), a cidade parou, a população perdeu a confiança nos políticos e o povo sofreu as consequências. Hoje, o município vive uma calmaria política, a cidade começa a andar nos trilhos de forma aparentemente consciente e visando voltar ao crescimento com seriedade e convicção.

Vemos a vizinha Taquarituba num crescente progresso, um desenvolvimento conquistado em mandatos anteriores e que segue agora com o novo comando político. O mesmo acontece com Taguai, que voltou a trilhar o caminho do crescimento industrial e com isso o da própria cidade.

Em Itaporanga vemos com prazer o andar da nova administração que voltada para a Saúde e outros segmentos direcionados ao povo, segue sendo governada pela atual prefeito com o coração e com a vontade enorme de fazer com que seu município volte a ter a mesma importância que teve em anos não muito distantes para se tronar novamente referencia na região.

Espalhe essa notícia

13 visualizações
Luis Carlos Luciano

Luis Carlos Luciano é profissional na área de jornalismo. Trabalha como editor, redator e por vezes diagramador. Já prestou serviços para vários jornais da região e foi fundador de alguns veículos que ainda circulam, seja nesta ou em outras regiões do estado. Também é gráfico, farturense de origem, itaporanguense de coração, itaiense devido à profissão e palmeirense por paixão.