Denuncias levam vereadores a fiscalizar orfanato em Itaí

Por
Atualizado em
Vereadores durante a visita á entidade
Vereadores durante a visita á entidade

 

Na última quinta-feira, dia 27 de julho, os vereadores de Itaí-SP, Sueli, Rotelli, Tatu, Mosquito e o presidente da Câmara Ronaldo, além do chefe de gabinete da prefeitura Pedro Paulo, estiveram fazendo uma visita surpresa na sede do Lar São Judas, localizado nesta cidade. 

A preocupação dos edis e do prefeito municipal Thiago Michelin é o fato em que aquela instituição ter como presidente a senhora Maria Lúcia Marvulle, a qual por problemas particulares mudou-se da cidade, estando atualmente residindo no município de Ourinhos, onde lá permanece por todos os períodos, não vindo mais para Itai para exercer efetivamente a presidência da instituição.

Outra situação preocupante constata-se no que diz respeito à coordenação do Lar, pois a antiga coordenadora Clarisse Brisola, teve que deixar o cargo uma vez que não preenche os requisitos exigidos por lei.

Percebendo essa situação, tanto os vereadores como o prefeito, acharam por bem a fiscalização do estabelecimento, uma vez que mensalmente a prefeitura destina verba suficiente para a manutenção da Casa. Durante a visita foi constatada a existência de apenas seis crianças que lá estão abrigadas por determinação judicial, bem como a presença de cinco funcionários que ser revezam em plantões.

O que mais chamou a atenção foi a contratação de uma psicóloga e uma assistente social para cuidar apenas daquelas crianças, uma vez que, conclui-se claramente, que tornam-se desnecessários tais profissionais, uma vez que a Rede Municipal de Saúde dispõe de tais profissionais que podem perfeitamente atender os internos da instituição.

Outra situação preocupante é a inexistência de qualquer pessoa com poder de mando na direção do estabelecimento, pois como já mencionado, a presidente encontra-se totalmente ausente e a coordenadora teve que deixar o cargo.

O que também preocupara bastante os vereadores e o prefeito, são informações dando conta de que pessoas alheias ao quadro de membros da direção da instituição, estão utilizando o nome do Lar São Judas Tadeu, para pedir dinheiro e outras doações sem qualquer controle.

Por parte dos vereadores será elaborado um relatório circunstanciado sobre todas irregularidades constatadas no Lar e encaminhadas para o Ministério Público e a Prefeitura Municipal para as providências cabíveis.

Matéria redigida pela própria fonte

Espalhe essa notícia

108 visualizações
Luis Carlos Luciano

Luis Carlos Luciano é profissional na área de jornalismo. Trabalha como editor, redator e por vezes diagramador. Já prestou serviços para vários jornais da região e foi fundador de alguns veículos que ainda circulam, seja nesta ou em outras regiões do estado. Também é gráfico, farturense de origem, itaporanguense de coração, itaiense devido à profissão e palmeirense por paixão.