Por
Atualizado em
Esse evento foi promovido pela Secretaria do Bem Estar Social com apoio da Prefeitura Municipal de Itaí.

A professora Wandenilza Caldonazzo ministrou palestra e atividades lúdicas às crianças do Projeto Espaço Amigo

Dia 18 de Maio – ‘Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes’, a professora Wandenilza Caldonazzo ministrou palestra e atividades lúdicas às crianças do Projeto Espaço Amigo.

Nesse evento, a palestrante apresentou às crianças, orientações sobre contidiano, precauções e dicas sobre abusos, os devidos cuidados com pessoas estranhas além das atividades lúdicas que descontraiu as crianças atendidas pelo Projeto Espaço Amigo.

Esse evento foi promovido pela Secretaria do Bem Estar Social com apoio da Prefeitura Municipal de Itaí.

Significado de 18 de Maio – Em 1973 um crime bárbaro chocou o Brasil. Seu desfecho escandaloso seria um símbolo de toda a violência que se comete contra as crianças.

Com apenas oito anos de idade, Araceli Cabrera Sanches foi sequestrada em 18 de maio de 1973. Ela foi drogada, espancada, estuprada e morta por membros de uma tradicional família capixaba. O caso foi tomando espaço na mídia. Mesmo com o trágico aparecimento de seu corpo, desfigurado por ácido, em uma movimentada rua da cidade de Vitória capital do Estado de Espirito Santo, poucos foram capazes de denunciar o acontecido. O silêncio da sociedade capixaba acabaria por decretar a impunidade dos criminosos.

Mobilização para a data – O dia 18 de maio foi instituído em 1998, quando cerca de 80 entidades públicas e privadas, reuniram-se na Bahia para o 1º Encontro do Ecpat no Brasil. O evento foi organizado pelo Centro de Defesa de Crianças e Adolescentes (CEDECA/BA), representante oficial do Ecpat, organização internacional que luta pelo fim da exploração sexual e comercial de crianças, pornografia e tráfico para fins sexuais, surgida na Tailândia. O encontro reuniu entidades de todo o país. Foi nessa oportunidade que surgiu a ideia de criação de um Dia Nacional de Combate ao Abuso e Exploração Sexual Infanto-Juvenil.

Texto e fotos: NatanaelSSoares

Espalhe essa notícia

Luis Carlos Luciano

Luis Carlos Luciano é profissional na área de jornalismo. Trabalha como editor, redator e por vezes diagramador. Já prestou serviços para vários jornais da região e foi fundador de alguns veículos que ainda circulam, seja nesta ou em outras regiões do estado. Também é gráfico, farturense de origem, itaporanguense de coração, itaiense devido à profissão e palmeirense por paixão.