Região registra casos de raiva bovina e risco de epidemia preocupa

Por
Atualizado em
Equipes estão monitorando os casos.
Equipes estão monitorando os casos

A Vigilância Epidemiológica de Itararé (SP) confirmou três casos de raiva bovina registrados na cidade este ano. As mortes dos animais aconteceram em propriedades rurais dos bairros Serrinha, Barreirinho e das Furnas entre os meses de março e junho, segundo o órgão.

De acordo com o médico veterinário da Vigilância Dalmerson Lopes Machado, seis amostras foram levadas para o laboratório no primeiro semestre, sendo referentes a cinco bovinos e um suíno.

“Dessas amostras, três apontaram positivo para raiva. Após o resultado, foi feito um foco de bloqueio nas fazendas em que os animais morreram. Vacinamos os proprietários e também todos os animais”, afirma.

A prefeitura de Itararé alerta para risco de epidemia na região já que há outros casos suspeitos. “Soubemos que uma fazenda de Riversul, que fica no limite com Itararé, teve um caso registrado de raiva bovina no mês passado. O dono do animal informou que outros 15 bois também tinham morrido nos outros meses com os mesmos sintomas. Então, há suspeita que tenham morrido de raiva, mas amostras desses animais não foram colhidas porque ele informou depois”, conta o médico veterinário.

Ainda conforme Machado, equipes estão monitorando os casos. “Estamos incentivando que as pessoas possam vacinar, pois o vírus circula e a doença vai passando pela mordedura dos morcegos de um para o outro, daí a importância para a vacinação. A doença é fatal. E àqueles que tiveram contato com animais infectados recentemente precisam se imunizar também”, afirma o veterinário Dalmerson.

A coordenadoria de Defesa Agropecuária afirmou que recebeu do laboratório o laudo de um caso positivo para raiva em Itararé e outro caso registrado no município de Riversul, cidade vizinha.

Segundo a Defesa Agropecuária, uma equipe de técnicos do órgão em Itapeva (SP) iniciou o atendimento ao caso e esta semana foram deslocadas para a região três equipes para fazer o monitoramento, revisão de abrigos e orientação aos produtores rurais. No total, oito profissionais de apoio técnico estão trabalhando na região.

Raiva

A raiva é uma doença que passa dos animais ao homem e vice-versa, e se caracteriza como uma encefalite progressiva e aguda. O índice de letalidade apresentado pela doença é de aproximadamente 100%.

Os sintomas da raiva são característicos e variam no animal e no ser humano. O animal geralmente apresenta dificuldade para engolir, salivação abundante, mudança de comportamento, mudança de hábitos alimentares e paralisia das patas traseiras.

Nos cães, especificamente, o latido torna-se diferente do normal, parecendo um “uivo rouco”, e os morcegos, com a mudança de hábito, podem ser encontrados durante o dia, em hora e locais não habituais.

Espalhe essa notícia

33 visualizações
Luis Carlos Luciano

Luis Carlos Luciano é profissional na área de jornalismo. Trabalha como editor, redator e por vezes diagramador. Já prestou serviços para vários jornais da região e foi fundador de alguns veículos que ainda circulam, seja nesta ou em outras regiões do estado. Também é gráfico, farturense de origem, itaporanguense de coração, itaiense devido à profissão e palmeirense por paixão.