Nau dos Mestres - A curiosidade é o começo de toda aventura!

Sensei Tadeu se torna membro da Butoku Kai no Japão

Redação
Redação Esportes
Sensei Tadeu Miyamoto

Após reunião na Sede da Dai Nippon Butoku Kai International Division Shibu Portugal que aconteceu na Europa nos meados de setembro deste ano e por orientação do Presidente da Divisão Internacional da Butokukai de Kyoto Sensei Tenshi Hamada Hanshi, o Sensei Tadeu Miyamoto foi confirmado e aceito como Membro Certificado da Dai Nippon Butoku Kai, com as graduações de Faixa Preta 5ºDan Jujitsu e 3ºDan Judo, sob orientação do Sensei José Manuel Araújo Renshi.

A Dai Nippon Butoku Kai (Sociedade para a Preservação das Virtudes Marciais do Japão) foi estabelecida originalmente em 1895, na antiga capital do Japão, Kyoto, sob a autoridade do governo japonês e o apoio de Sua Majestade o Imperador Meiji, com o objetivo de promover e preservar as disciplinas marciais praticadas de acordo com as antigas Escolas das Artes Marciais Tradicional e as virtudes associadas à cultura dos nobres guerreiros japoneses, os Samurais e a sua incomparável excelência histórica.

Após a Segunda Guerra Mundial, em 1946, houve sua extinção e somente em 1953 a DNBK foi reaberta, com uma filosofia de contribuição para a paz mundial, através da compreensão mútua e respeito, à luz dos princípios éticos do Budo(Arte Marcial Japonesa), procurando restaurar e preservar a cultura marcial tradicional das disciplinas clássicas, num espírito de harmonia e humanismo.

Segundo o Sensei José Araújo Renshi, Presidente da Direção da União Portuguesa de Budo e Coordenador da Butokukai em Portugal haverá grande contribuição para a abertura da DNBK International Division Shibu Brasil, sob a responsabilidade do Sensei Tadeu Miyamoto, fato que também reafirma os laços históricos que ligam de forma duradoura os povos dos dois Países.

Sensei Tadeu deverá viajar para Kyoto no Japão para receber os Certificados que foram conferidos a ele, mas como nos informou, solicitou a entrega dos Diplomas na Europa, por ser mais simples a questão da Língua e a logística entre os países.