Abandono, mato alto e proliferação de insetos são motivos de reclamação por parte da população itaporanguense

Luis Carlos Luciano
Luis Carlos Luciano Itaporanga
Academia ao ar livre e Praça no CDHU tomada pelo mato

A falta de atenção da atual administração municipal de Itaporanga em relação a limpeza e cuidado com os bairros urbanos da cidade vem sendo motivo de reclamações por parte de moradores que estão saturados com o descaso com que é tratado tal assunto.

É comum ao passar pelas ruas desses bairros se deparar com o mato alto sem receber o serviço de capinação, lixo e entulho sem serem recolhidos e, principalmente, nos bairros CDHU e IAFAM onde a situação se torna mais crítica pois há relatos de moradores que está havendo infestação de muitos insetos, colocando em risco a própria saúde da população.

Para o Sr. José Manoel a administração do prefeito Douglas Benini está deixando muito a desejar: "O mato está assim há pelo menos dois meses. Antes, a capinação era feita com mais regularidade", disse lembrando que uma grande quantidade de mato cresce junto a uma boca de lobo, causando ainda mais transtornos.

Para boa parte dos moradores desses bairros atingidos pelo descaso público, não só administração atual como a câmara de vereadores também é culpada, devido à falta de fiscalização e cobrança no trabalho que vem sendo realizado no município no sentido de se manter a cidade limpa e bem cuidada.

Em tom de ironia, um dos moradores lembrou que o vereador Trajano (hoje presidente da Câmara) disse que na administração anterior teria que se colocar cabritos para comer o mato alto nas praças. Agora, a população local quer saber se esses cabritos ainda estão disponíveis para realizar o trabalho e acabar com o mato alto.

A população que vem sofrendo com a atual situação cobra uma posição do executivo no sentido de que o problema seja solucionado o mais rápido possível, visto que o problema só tende a piorar caso perdure por mais tempo.