Em Itaporanga voluntários inauguram sede da AMAI (Associação Mão Amiga Itaporanguense)

Redação
Redação Itaporanga
Nova sede da AMAI, inaugurada dia 06 - Foto: Jornal O Imparcial

No dia 06 de julho, foi inaugurada a tão sonhada sede da AMAI (Associação Mão Amiga Itaporanguense), que antes, por 12 anos se encontrava uma pequena sala no prédio do Lar Dr. Franz Weiss, na Rua Rafael Vita n° 385, cedida generosamente pelo Padre João Crisóstomo, e que agora, passa a estabelecer num espaço amplo e muito aconchegante situado a Rua XV de Novembro, 327, praticamente no centro da cidade.

A inauguração aconteceu durante cerimônia emocionante, contando com a presença de diversas autoridades local e lideranças religiosas, da engenheira Milena Valente que foi a responsável pela construção além da Fanfarra Municipal de Barão de Antonina regida pelo maestro Reinaldo Gomes da Oliveira e demais convidados.

Foram anos de muito trabalho e dedicação em busca de um espaço adequado e especifico para realização dos trabalhos desenvolvidos pela AMAI de Itaporanga. Muitos eventos realizados, muitas campanhas, muito trabalho árduo para angariar fundos até esta inauguração até que agora, finalmente o objetivo foi alcançado.

Para os voluntários, parceiros e colaboradores, esta é uma data que ficará marcada para sempre na memória de cada um que fez e faz parte desta história da instituição.

A AMAI (Associação Mão Amiga Itaporanguense) é um grupo de apoio aos portadores de câncer, que trabalha arduamente para levar aos pacientes, amor, carinho, dignidade e uma ajuda que faz muita diferença na vida de todos.

A entidade busca ajudar todos os pacientes portadores de câncer, suprindo suas necessidades básicas, que incluem: medicação, alimentação, suplementação alimentar, vestuário, transporte, aluguel, auxílio com cadeira de rodas, muletas, andador, entre outros. Outro papel do voluntário da entidade é o apoio, principalmente no que diz respeito ao acolhimento do paciente e seus familiares durante o tratamento na instituição. A entidade não tem fins lucrativos, credo religioso ou cunho político-partidário. A única exigência é de que seus membros se doem gratuitamente.

Fonte: Jornal O imparcial