Há 20 anos longe do cenário político, ex-prefeito Lédis estuda possibilidade de voltar a disputar um cargo eletivo em 2020

Luis Carlos Luciano
Luis Carlos Luciano Itaporanga
Lédis, em sua residencia, observando lembranças da vida politica registrada em fotos e documentos

Ledislei Valcazara Chueri, ou apenas Lédis, na experiência de seus longos anos vividos e de tantos desses voltados à política é hoje um homem que se diz satisfeito por tudo que fez, seja com a família que construiu, com os amigos que agregou e com o que pode fazer por Itaporanga enquanto político.

Depois de ser duas vezes vereador, uma vez vice-prefeito e prefeito eleito, Lédis que também é fundador do PTB local, partido ao qual se dedicou de forma incansável, se diz em perfeitas condições física e mental para voltar ao cenário político itaporanguense. Lédis está há exatos vinte anos afastado dos holofotes e do cenário político, porém, como ele mesmo afirma, não está alheio aos acontecimentos da cidade, aos problemas que todos enfrentam, afinal como morador de Itaporanga, vive diariamente, assim como todos, as consequências decorrentes desses problemas.

Agora, analisando os convites recebidos, o que fez correr mais forte nas veias o sangue político que sempre carregou, estuda agora a possibilidade de novamente em 2020, voltar a disputar um cargo eletivo, passar novamente pela aprovação popular e poder ainda contribuir para com a sua cidade e o povo que nela reside.

Convites e propostas partidárias estão chegando e sendo analisadas e a possibilidade de uma volta ao enfrentamento a uma campanha política atiça as lembranças do tempo em que esteve à frente do executivo itaporanguense. Lembranças que são revividas em seus arquivos, de momentos guardados através de registros fotográficos, recortes de jornais e documentos.

Registros que não deixam esquecer obras importantes que marcaram sua passagem, como a que ele acredita ser uma das mais importantes, a galeria de mais de 4km, que iniciada na Antonio Briene de Camargo, chegou ao bairro Campinho para resolver problemas de erosão e enchentes que por anos afeta os moradores daquele local, um trabalho incrível, utilizando mão-de-obra do município na confecção dos tubos de concretos com mais de 2mts de  diâmetro, barateando assim a obra e que no final, teve um resultado excepcional, tanto que até hoje o bairro não sofre mais esse problema, os imóveis sofreram valorização e nas adjacências, outros bairros cresceram ou estão planejados a ser iniciados. Lembranças de projetos sociais, como o pequeno Aprendiz que ele fazia questão de dizer ser “a menina dos olhos de Itaporanga” projeto esse que pela amplitude do mesmo, rendeu ao município um laticínio, um viveiro de mudas, o projeto de psicultura, uma mini usina de asfalto e muito orgulho. Lembranças do favorecimento aos alunos do Santo Antônio com a construção de uma escola de primeiro mundo, onde facilitava o ensino com conforto e segurança para alunos e pais. E muitas outras tantas lembranças...

O fato de acreditar que ainda pode fazer muito pela cidade, e pode com sua experiência contribuir com os mais novos, é que faz Lédis analisar uma possível volta ao cenário político itaporanguense.

Nas fotos abaixo, fotos extraídas dos álbuns de arquivos fotográficos de Lédis quando prefeito de Itaporanga: Publicação de responsabilidade deste site...