Motorista que fugiu após atropelar e matar menino de 2 anos se apresenta na delegacia em Itaí

Redação
Redação Polícia
Menino de 2 anos morreu atropelado em Itaí (SP) — Foto: Reprodução/ TV TEM

O motorista que fugiu depois de atropelar e matar o menino Geovani Gabriel Fresati, de 2 anos, em Itaí (SP), se apresentou na delegacia no fim de semana. O acidente ocorreu na manhã de sábado (22), no Bairro Capitão Cesário.

Ele disse em depoimento, na noite de sábado, que deixou o local do acidente porque estava com medo de ser agredido pelos moradores, informou a Polícia Civil. Após ser ouvido, o motorista foi liberado e irá responder em liberdade por homicídio culposo e fuga do local sem prestar socorro.

Ainda de acordo com a polícia, a documentação do veículo estava regular e o motorista é habilitado. A polícia informou que o homem fez exame e não constatou que havia ingerido álcool.

Segundo a Polícia Militar, a mãe do Geovani estava limpando a casa quando a criança abriu o portão e correu para a rua. Ela afirmou à equipe que ouviu o barulho do carro derrapando e freando e, quando saiu na rua, o filho estava caído.

O funileiro Marcos Paulo, que trabalha perto do local onde houve o acidente, conta que viu o veículo em alta velocidade. Ele ajudou a socorrer o menino. "Vi a mãe da criança chorando e pedindo socorro. Eu peguei a criança, coloquei no carro e levei até o pronto socorro."

A vítima chegou a ser socorrida, mas não resistiu aos ferimentos e morreu na Santa Casa da cidade. O garoto foi enterrado no domingo (23).