AF Automóveis

Vereador cassado em Taguaí vira alvo de investigação pela Polícia Civil

Redação
Redação Polícia
Vereador cassado em Taguaí Antônio Carlos Aparecido (PR)

A Delegacia Seccional de Avaré (SP) informou que está investigando se o vereador Antônio Carlos Aparecido (PR) foi responsável por falsificar a assinatura do ex-prefeito de Taguaí, Luiz Gonzaga Lança (PT).

Antônio teve o mandato cassado na segunda-feira (24) depois que uma Comissão Processante investigou o caso.

De acordo com a Câmara Municipal, a assinatura do ex-prefeito foi encontrada em um documento que comprovava o pagamento do IPTU da casa da mãe do vereador em outubro de 2017. Porém, o ex-prefeito morreu em março do ano passado, sete meses antes da data que consta no documento.

De acordo com o delegado seccional, Sérgio Lemos, não há dúvidas de que a assinatura é falsificada, já que na data do documento o ex- prefeito já tinha morrido. Contudo, a Polícia Civil vai investigar quem realmente falsificou.

O vereador cassado Antônio Carlos pediu que fosse feita uma perícia na assinatura, o que segundo ele ainda não aconteceu.

Antônio afirmou ainda que sofre uma perseguição política e que os advogados dele vão recorrer da decisão que culminou com o seu afastamento do cargo.

O presidente da Câmara, José João Pinheiro (PSDB), informou que os vereadores analisaram apenas a quebra de decoro, e que a denúncia também foi encaminhada ao Ministério Público.