AF Automóveis

Em Taguaí vereador tem mandato cassado por suspeita de falsificar assinatura de ex-prefeito morto em documento de IPTU

Redação
Redação Região
Vereador Antônio Carlos Aparecido (PR) afirma que foi vítima de perseguição política - Foto TV Tem

A Câmara de Vereadores de Taguaí (SP) cassou por 6 votos a 1, durante sessão realizada nesta segunda-feira (24), o mandato do vereador Antônio Carlos Aparecido (PR).

De acordo com uma denúncia feita pela prefeitura, o vereador cassado teria falsificado uma assinatura do ex-prefeito da cidade, Luiz Gonzaga Lança (PT), em um documento para comprovar o pagamento de IPTU do imóvel da sua mãe.

Porém, segundo a denúncia, o IPTU não estaria pago e a assinatura seria falsificada, porque o ex-prefeito morreu em março do ano passado e a assinatura está datada com outubro.

Conforme o parecer da Comissão Processante que analisou a denúncia existem indícios de que o então vereador teria falsificado o documento.

A reportagem entrou em contato com o parlamentar, que alegou que havia solicitado uma perícia na assinatura e isso não foi feito. Também afirmou que a cassação foi fruto de perseguição política e que essa foi a décima tentativa de cassar o mandato dele.

O presidente da Câmara, José João Pinheiro, PSDB, disse que sobre não ter tido perícia, isso cabe a Polícia Civil, já que a comissão analisou a falta de decoro parlamentar do ex-vereador. Ainda segundo ele, a denúncia foi encaminhada a delegacia Seccional de Avaré e ao Ministério Público.