Prefeitura de Botucatu assina financiamento para construção da Barragem do Rio Pardo

Luis Carlos Luciano
Luis Carlos Luciano Região
Ex-Ministro das Cidades, Alexandre Baldy

A Prefeitura de Botucatu garantiu as condições para tirar do papel um dos projetos mais importantes da história do Município e do interior de São Paulo. Em cerimônia realizada no Auditório Cyro Pires, no Prédio da Prefeitura, que contou com a presença do então Ministro das Cidades, Alexandre Baldy (foto), o prefeito Mário Pardini assinou o contrato com a Caixa Econômica Federal que permite o financiamento de R$ 42,7 milhões, valor necessário para a construção da Barragem do Rio Pardo.

A assinatura do contrato com a Caixa foi possível após diversas etapas, como a autorização da Câmara Municipal para que o Município buscasse o financiamento; enquadramento da obra no orçamento do Ministério das Cidades; análise de crédito pela própria Caixa; e aprovação da Secretaria do Tesouro Nacional.

A barragem do Rio Pardo garantirá a autossuficiência no abastecimento de água em Botucatu nas próximas décadas. Para ter ideia, a vazão estimada para atender a população botucatuense no ano de 2040 é de 700 litros de água a cada segundo, muito superior a capacidade média atual de produção do Rio Pardo. A importância da construção foi comprovada pelo próprio Ministro das Cidades, Alexandre Baldy, que realizou seu último ato à frente da pasta nacional em Botucatu.

A represa ficará 9 km à montante da Represa do Mandacaru, acima da Cachoeira do Véu da Noiva. Seu volume total de reservação é de 9 bilhões de litros de água. Sua área chegará a 280 hectares, sendo 130 de Área de Proteção Permanente.  Somente a barragem terá 600 metros de extensão, com profundidade que varia entre 15 e 20 metros.